Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

A depressão nos jovens em Malhação - Vidas Brasileiras

Novembro 25, 2018

P. P.

tvg_20181011-sz-malhacao-vidas-brasileiras

 

 

   As formações que tenho vindo a fazer e um problema de saúde nas duas últimas semanas impediram-me de acompanhar Malhação Vidas Brasileiras, no Canal Globo.

   Foi com grande agrado e satisfação que, nesta sexta-feira, no episódio da manhã, constatei a abordagem da depressão na adolescência, consequências no relacionamento com os outros e aceitação pelos pares e medicação. Se no caso dos adultos, nos nossos dias, fazer a medicação entre pares é complicado, imagine-se o caso das crianças ou adolescentes. Sim, a depressão também abraça crianças, pelo que todos os sinais e sintomas não devem ser descurados.

 

 

   Quase a chegar uma nova edição de Morangos com Açúcar, série portuguesa, da TVI, que sempre detestei e nunca acompanhei, limitando-me a assistir à influência negativa que exerceu nos nossos jovens, sobretudo nas suas primeiras temporadas, espero que, desta vez, se constate a abordagem de temáticas relevantes, com atores de diferentes raças, bonitos,feios... Em suma, que retrate a realidade, à semelhança do que acontece em Vidas Brasileiras. Uma novela, mesmo juvenil, modela comportamentos e pode induzir aprendizagens. Por outro lado, as ilusões geradas não são favoráveis. 

 

   A ilustração que se segue, infelizmente corresponde a uma realidade que muitas vezes se observa nas aulas de ciências da natureza. Mais tarde, abordarei este tema.

 

Na sala de aula de ciências

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    P. P. 25.11.2018

    Infelizmente, pelo que já te revelei, nem CN estou a lecionar 😪 A temática da masturbação abordo de forma muito ligeira, em função da turma, por forma a não terem sensação de anormais, saberem que no nosso corpo só deve tocar quem merece e que temos uma vida que não deve ser exposta em vão.
    Os casos que referes deteto-os pelo "faro". Já aconteceu, eu e outra colega recearmos o suicídio de um aluno. Enquanto ela ficou na sala fui atrás da psicóloga da turma que virou-me as costas...
    Felizmente, ainda há professores atentos. Não tantos quanto gostaria
  • Imagem de perfil

    Sofia 25.11.2018

    Não, sei se há um grupo específico acompanhar os alunos? Virou-te as costas?
    O que aconteceu ao aluno?
    Sabes, eu sou a favor da avaliação dos professores, há bons profissionais, mas também há pessímos, que depois afectam o percurso escolar do aluno!
    Tive uma professora de matemática, que quando questionei para me explicar uma matéria que não estava a perceber, disse para ir ver ao livro, em matemática tens de perceber o racíocinio primeiro, só depois é que podes practicar, ir ao livro era a mesmo coisa que um burro estar a olhar para um palácio..
  • Imagem de perfil

    P. P. 25.11.2018

    O atual decreto de lei sobre educação inclusiva vai a esse encontro. Propus--me a apoiar alunos deste género, exercer coaching e mindfulness, mas nem resposta tive. Por um lado, os ilustres doutores de Coimbra dos meus lados, na generalidade, têm uma sensibilidade... Pode ler-se mania, frieza, etc. Na Escola de Seia, onde estive até 2009 tudo isto era feito e avaliado. Só um aspeto negativo, se o aluno reprovasse tal refletia-se na nossa avaliação do desempenho e há aqueles que não querem ou as situações são de tal forma complicadas... Por ir ao encontro destas, já tive 2 ameaças de morte. Tudo faria de novo.
    A avaliação dos professores sempre existiu. Em moldes diferentes, claro. O que sucede nos nossos dias é que os muito bons e excelentes ficam para os amigos. Repara, nas minhas duas últimas escolas, antes da mobilidade, fui avaliado com 9,6 e 9,8 (escala 1 a 10). Desde então, não duvido andar pelos 7 ou 8. Mas nem me preocupo com isso. Há tanto que aqui é-me vedado. Tanto que é rejeitado. Parece que só sirvo para apoiar no 1ceb 😤 Que se f.! Quem perde são eles e infelizmente alguns alunos. Nem acesso a membro da CPCJ foi-me dado. Ah, será pq o professor cuidador tem de faltar? Um professor em mobilidade que não falte...ponho em causa a doença ou verdadeiro papel de cuidador. Estás a fazer com que escreva muito do que fazia no meu Sonhos Desencontrados e que por aqui, não consigo.
    O miúdo, na altura com os seus 14 anos, teve sempre o meu apoio e o da prof.a de Port. Felizmente, continuou com um magnífico DT, com o qual sempre interagi e que não me ignorou.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    Direitos

    Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D