Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

01
Jul18

Desafio 52 Semanas - Uma profissão de sonho

por P. P.

Desafio 52 semanas.jpeg

 Semana 26 - Uma profissão de sonho

 

   Sem dúvida que, caso não fosse professor, seria psicólogo. Aliás, esta é a área que devia ter seguido, o que já foi confirmado por especialista. Por que razão não o disseram na altura dos testes psicotécnicos e vocacionais, que tanto deixaram-me indeciso no percurso entre as ciências exatas e as humanidades?

Atualmente, há quem diga que devo estudar esta área, mas quando é que os professores têm tempo para um outro curso? Sobretudo, gosto de analisar e compreender comportamentos humanos. Explorar mentes subversivas, e por vezes hediondas. De dar a mão.

   De um ponto de vista materialista pertencer a uma classe social alta e apoiar os desfavorecidos, é atualmente um dos meus devaneios. Embora não seja apaixonado por dinheiro, e tenha outras prioridades, infelizmente este permite-nos impor, definir territórios e concretizar pequenos idílios, como viajar, ter acesso a bons médicos, "renovar-nos",... 

Idiossincrasias minhas!

 

blur-close-up-dew-1046159 - Photo by Arnesh Yadram from Pexels

 Photo by Arnesh Yadram from Pexels

 

   Neste desafio participam para além de mim, a 3ª face, a Ana, a Ana Paula, a Catarina, a Carlota, a Charneca em Flor, a Daniela, a Desarrumada, a Fátima, a Gorduchita, a Happy, a Hipster Chic, a Isabel, a Mãe A, a Mariana, a Maria Mocha, a Marquesa de Marvila, a Mimi, a Paula, a Sweetener, a Sofia, a Tatiana e a Tita

 

Visitem os respetivos espaços ou sigam "desafio 52 semanas".

 

 

 

 

4 comentários

  • Imagem de perfil

    P. P. 02.07.2018

    Por acaso, eu também gosto de ouvir, competência que confesso ter desenvolvido na adolescência.
    Psicologia foi a minha 3.ª a 5.ª opção, no acesso ao superior, e entrava em todas elas (Lisboa, Porto e Coimbra), mas houve a interferência do pai. Mas não posso esconder que, de certa forma, o ensino, prevalecia.
  • Sem imagem de perfil

    Anónimo 02.07.2018

    Posso ser uma boa ouvinte, aliás não são raras as vezes que perco intervalos a ouvir confidências de alunos, aliás um deles Com T.E.A de grau ligeiro perguntou-me porque é que eu não era psicóloga, respondi-lhe que gostava mais de falar do que de ouvir, mas é importante saber ouvir e às vezes ouço mais do que lhes dou a entender.

    Alfa
    (o sapo não está a aceitar os meus dados)
  • Imagem de perfil

    P. P. 02.07.2018

    Esse é um dos lados em que acabamos por o ser.
    Um dos lados que gosto na profissão.
    Aliás, o que não gosto mesmo na nossa é da competitividade, termos de seguir currículos rígidos em simultâneo, aplicar as mesmas fichas de avaliação em todas as turmas (é profundamente injusto e eu constato-o muito bem pois costumo ficar com a melhor e com a pior), não podermos criar, a papelada inútil e a falta de companheirismo. Por outro lado, em mobilidade por doença, sinto-me desvalorizado e "criado" de muitos ou "tapa buracos", quantas vezes sem um "sff" ou "obrigado". Tenho falta dos meus alunos. É certo que tenho de faltar 1 a 2x por mês, por não conseguir dormir com as crises da avó ou pela minha saúde, mas tal acontecia quando não estava em MPD e os meus alunos sempre fizeram parte dos melhores. Inclusive, aqueles que me chegaram com acentuada falta de competências. Isto dói Claro que, em algumas turmas, à semelhança do resto dos colegas, pouco ou nada consegui (turmas especiais), mas já tive positivas nos exames com alunos destas turmas.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Pesquisar

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Arquivo

      1. 2019
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2018
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D
      1. 2017
      2. J
      3. F
      4. M
      5. A
      6. M
      7. J
      8. J
      9. A
      10. S
      11. O
      12. N
      13. D

    Sussure-nos

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    Direitos

    Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

    Wook