Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

[in]Sensato

Momentos de reflexão, opinião, crítica e entretenimento

Não é Não

Outubro 09, 2018

P. P.

GettyImages-97027576_770x433_acf_cropped

 

 

 

 

   Nada entendo de futebol. O mesmo se aplica aos seus praticantes e adeptos. Contudo, conheço CR7.

A semana passada foi algo agitada quanto a acontecimentos, como pode ler neste artigo do JN. Poucos são os portugueses que se insurgiram contra o craque, da mesma forma que o diretor de informação da RTP, opinaram como Miguel Sousa Tavares (aqui) ou Manuela Moura Guedes (aqui).

 

   Não tenho o direito de julgar. Tal como Miguel Sousa Tavares referiu, ambos são culpados, no caso da violação. O reconhecimento por parte do craque já foi levado a cabo, como se pode ler no Der Spiegel (ler aqui). Admiro a coragem para relatar o acontecido. A mesma posição não tenho perante o tempo de negação embora compreenda.

 

   Porém, não posso concordar com movimentos de defesa do futebolista, aos quais assistimos nas redes sociais, levados a cabo apenas porque é Português. E se fosse Espanhol? Em causa está uma violação e reitero "ambos são culpados", mas há que interiorizar que, mesmo perante trabalhadores do sexo, "um não é não".

 

   Para finalizar, tal como referiu Manuela Moura Guedes, na SIC, não posso deixar de salientar os perigos do movimento #metoo.

 

Um post para leitura, incluindo a interação nos comentários, é este, do Triptofano.

6 comentários

  • Imagem de perfil

    Psicogata 10.10.2018

    Ia perguntar o mesmo.
    Só um deles é culpado, ele se a violou e ela se mentiu. Simples.
    Se não acho bem defenderem Ronaldo, também não acho bem que o condenem só porque lerem uma frase.
  • Imagem de perfil

    P. P. 10.10.2018

    Miguel Sousa Tavares explanou-o muito bem. A hiperligação está no artigo.
    Contudo, o que me levou a escrever estas linhas é a importância do "Não é não". Partir do caso de qualquer uma das minhas amigas ou amigos violados seria muito explícito. Nestes casos, conheço os responsáveis. E em alguns casos, as marcas são irreversíveis.
    Tenha acontecido ou não o ato em causa, a verdade é que mesmo durante uma penetração ou preliminares, não é não. Pouco importa se é profissional do sexo, se é a esposa, o marido, ...
  • Imagem de perfil

    Psicogata 11.10.2018

    Mas sabemos se foi realmente isso que aconteceu? Ainda ontem os advogados de Ronaldo disseram que as frases do artigo foram adulteradas e outras inventadas.
    Não é não, mas só porque uma mulher disse que disse que não, não significa que esteja a dizer a verdade.
    Não nos podemos esquecer que as mulheres também mentem e não seria a primeira a ser apanhada a mentir numa falsa acusação de violência sexual.
  • Imagem de perfil

    P. P. 11.10.2018

    Não é isso que quero dizer.
    Nem estou a acompanhar a polémica. Há 2 dias não ligo o televisor.
    A minha intenção, tal como está escrito no título, é alertar para que "um não é um não", antes ou durante o ato sexual. Mecanismos de comunicação, entrelinhas, com os meus antigos alunos.
  • Imagem de perfil

    Psicogata 11.10.2018

    Isso nem se coloca em causa.
    A questão é que dizes que ambos são culpados, mas na minha opinião apenas um pode ser, ou ele que violou ou ela que o acusou injustamente.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Direitos

    Ainda que procure uma utilização cautelosa e não abusiva de textos, imagens e sonoridades, poderá haver lugar à utilização indevida de obras objeto de direitos de autor. Contudo, apesar do recurso às hiperligações de origem, sempre que a legislação o implique ou seja devidamente informado, de imediato procederei a reajustes. Os textos e fotografias sem referência bibliográfica são da minha autoria.

    Arquivos

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D